Tipos de instituições de ensino superior na França

Instituições de ensino superior da França

A qualidade do sistema educacional francês é reconhecida entre os vários tipos de instituições de ensino na França. Sua grande variedade de instituições oferece excelentes oportunidades de ensino e pesquisa em todos os campos e em todos os níveis.
Após os EUA e a Inglaterra, a França é o país que mais atrai estudantes internacionais de todo o mundo. Eles representam mais de 15 por cento dos alunos de universidades francesas e mais de 25 por cento dos alunos das renomadas Grandes Écoles francesas.

Existem três categorias principais de universidades francesas, onde está localizada a primeira instituição parceira do ELS na Europa, a SKEMA: universidades públicas, as Grandes Écoles (incluindo as prestigiadas faculdades de Administração e Negócios da França) e as faculdades de Arte e Arquitetura.

Universidades públicas

As 83 universidades públicas da França oferecem programas acadêmicos, técnicos e profissionais em todas as disciplinas, e preparam você para carreiras em pesquisa e prática profissional em todos os campos imagináveis. Elas são bem distribuídas por todo o país, da Sorbonne em Paris (fundada em 1257) ao campus de alta tecnologia de Nice-Sophia-Antipolis.

Dos 2,2 milhões de estudantes do sistema de ensino superior da França, 80 por cento frequentam as universidades públicas do país. As universidades francesas são instituições públicas, financiadas pelo governo. Esse sistema permite que as universidades ofereçam a você uma excelente educação, a um preço bastante razoável. Respeitando o princípio de “Égalité” (igualdade), as mesmas taxas escolares aplicam-se a estudantes nacionais e internacionais, variando de € 177 para programas “Licence” a € 372 para programas de doutorado (ano acadêmico de 2011-12).

As universidades oferecem programas em todas as disciplinas e concedem graus em todos os níveis, do “Licence” (três anos) ao mestrado (cinco anos) e ao doutorado (oito anos).

Além dos graus acadêmicos tradicionais, o sistema de universidades públicas também oferece diplomação em Engenharia, Jornalismo e Comunicação.
Programas de Medicina, Farmácia e Odontologia também são ministrados com exclusividade em universidades públicas, que trabalham em cooperação próxima com os principais hospitais universitários, conhecidos como CHUs (“centres hospitaliers universitaires”).

Grandes Écoles

Essas instituições prestigiadas e distintamente podem ser públicas ou particulares, e seu porte relativamente pequeno dá a você amplas oportunidades de interagir com os professores ao estudar na França.

Existem cerca de 250 Grandes Écoles na França, oferecendo graus em Administração, Engenharia, Ciências Políticas e outros campos especializados. Algumas das Grandes Écoles fazem parte da Conférence des Grandes Écoles (CGE).

No todo, a CGE abrange 216 instituições, divididas da seguinte forma:

  • 143 faculdades de Engenharia
  • 39 faculdades de Administração
  • 20 outras faculdades (ENS, Veterinária etc.)
  • 14 faculdades fora da França (principalmente na Bélgica, no Marrocos, na Espanha e na Suíça)

O grau básico oferecido nas Grandes Écoles equivale ao mestrado e normalmente é concluído em cinco anos. Pode ser um Mestrado em Ciências (MSc), um Mestrado em Administração (MBA) ou um Mastère Spécialisé (Ms – que requer um ano adicional de estudos, após o grau de Grandes Écoles).

O caminho tradicional pelas Grandes Écoles requer a aprovação em um exame de admissão concorrido, após dois anos de aulas preparatórias em um “préparatoires aux Grandes Écoles” (CPGE), logo depois do ensino médio. Quando você é aceito, deve concluir mais três anos de estudos progressivamente especializados. No entanto, hoje muitas instituições oferecem procedimentos de admissão alternativos, que permitem que você, como estudante internacional, candidate-se em etapas diferentes de sua carreira acadêmica.
Por exemplo, a instituição parceira do ELS, a SKEMA, a maior Grande École da França especializada em Administração, oferece a estudantes internacionais que tenham concluído com sucesso um bacharelado de quatro anos fora do país, a oportunidade de obter um Mestrado em Ciências após um ano de estudos: isso equivale ao quinto e último ano do sistema Grandes Écoles.

As taxas escolares anuais das Grandes Écoles variam, na média, de € 500 a € 10.000, dependendo de as instituições serem públicas ou particulares.

Faculdades de Administração e Negócios

Talvez o tipo mais popular de Grandes Écoles hoje seja o de faculdades de Administração e Negócios. Existem 71 faculdades de Administração e Negócios aprovadas pelo governo francês, das quais 39 também fazem parte da Conférence des Grandes Écoles.

Muitas das faculdades de Administração e Negócios da França foram estabelecidas em parceria com a Câmara de Comércio local, e, como resultado, oferecem cursos e métodos de ensino que atendem às necessidades reais da economia global e do ambiente comercial atual. A maioria dos programas inclui estágios e alguma forma de estudos no exterior, oferecendo aos alunos verdadeira experiência concreta que aumentará suas perspectivas de emprego.

Em 2011, o The Financial Times classificou seis instituições francesas entre os 10 melhores programas de mestrado em Administração. Em 2010, o The Economist incluiu seis programas de MBA franceses entre os 100 melhores do mundo. Isso comprova a excelente reputação das faculdades de Administração e Negócios da França.